quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Porque Majora's Mask pode ser considerado um jogo Indie

Share & Comment


OK. Majora’s Maks não tem uma equipe reduzida, nem uma mecânica que o faça diferente de tudo o que já foi criado. Mas justamente por ter jogado os padrões de “sucesso comercial” na lata de lixo, e criar inovações que não visavam o grande público, Majora’s Mask pode ser considerado um titio-Avô dos Indie Games de hoje.


Majora’s Mask é assustador
O Game não usa uma estética comum aos games. Nada das montanhas fofinhas da série Mario. Nem algo mais Gore, como Resident Evil. Majora’s Mask é perturbante na medida certa, tendo um clima bastante parecido com a animação A Viagem de Chihiro, de Hayao Mizayaki. As músicas fantasmagóricas e a história secreta do Vilão(?) SkullKid, são quase tão perturbadoras quanto Limbo.


Não é um jogo for dummies
Tudo bem, amiguinhos, jogos incríveis também são criados atualmente. Mas a busca por jogadores mais jovens tem criado uma certa imbecilização das mecânicas nos jogos. Mesmo em uma época onde isso não era tão comum, a dificuldade da obra dirigida por Eiji Aonuma é impressionante. O game até já foi considerado como “um RPG de tentativa e erro” devido ao gameplay pouco intuitivo.


É uma obra de arte na forma de jogo
Embora exista uma discussão bem grande sobre o que é um jogo Indie, creio que a melhor definição seja a de “Obras Autorais, que nascem quase todas na mente de um criador principal”. Seja pelo sistema de contagem dos dias, que te obriga a sempre jogar na pressa, ou pelo ar cinematográfico, que lembra os filmes de Stanley Kubrick, os jogos dirigidos por Eji Aonuma tem uma forma única. Mas parece que aqui, nosso amigo japa exagerou na originalidade. Sem dúvida nenhuma, lugares como “Stone Tower” ou o personagem Mikau, cujo único objetivo na história é morrer e virar uma máscara fazem de Majora’s Mask um jogo estranho, nada óbvio de se imaginar. É sério, me chamem quando americanos coxinhas criarem algo assim.

Tags: ,
Logo Insira a ficha

Escrito por

Núcleo de jornalismo de tecnologia e games da Universidade Federal de Santa Catarina. Criado por estudantes, coordenado por estudantes e mal redigido por estudantes

Comente com o Facebook:

 

Receba nossas atualizações!

Contato

Fale com a gente pelo email insiraaficha@gmail.com para tirar dúvidas, relatar erros, dar sugestões, críticas e elogios!
Copyright © Insira a Ficha | Inspirado no Design de Templateism.com